11 dezembro 2006

"Há flores por todos os lados... E embaixo do meu travesseiro."

Photobucket - Video and Image Hosting

image by olhares - lágrimas




*

entre o muito e o muito pouco
existe um meio caminho oco
um caminho vazio no meio do nada
um instante vácuo no cio
pronto para ser concebido

no meio do caminho havia...
um caminho do meio.


*


numa noite daquelas
sou dessas
que viram ‘elas’

: borboletas literárias
a flanar sobre
cabeças pensantes

*


mentes brilhantes
não ofuscam...
faíscam!


*

para ‘
Marlarida’ e Jardim

‘floresias'
se proliferam no jardim
dos meus olhos

‘borboletras’
borburinham
em borbotões

multicoloridos


*



News: Eu, Chris Herrmann e Sol Firmino estamos juntas no Anel de Saturno: um blog em tributo ao poetamigo Nel Meirelles, onde postaremos homenagens e curiosidades desse talento e daremos continuidade ao seu Telescópio, selecionando poemas na web. Peguem uma carona na cauda do cometa e nos visitem em Saturno!


17 comentários:

Leandro Jardim disse...

Quanta coisa linda!

E uma honra me citar aqui!

^^^

cá, minhocas de jardim
caminham ôcas ócas
e o caso não tem fim
fica ao acaso
e assim não foca

^^^^^^

canetas "before"
"pens" antes
"go ahead" cabeças
you "can be" pensantes

^^^^^^^

flor e cias
um jardim
feliz com as companhias

^^^^^

BeiJardins

Elcio disse...

Ler poemas é prazeroso. De boa qualidade entao, nem se fala; agora qdo trazem uma pitadinha de Drummond...ai faltam adjetivos!

Preciso dizer q adorei? rss

É isso ai.
Bjs

J Alexandre Sartorelli disse...

Um pedra :o)
beijos

Marla de Queiroz disse...

Marlarida chegou aqui, borboletrada pelo verso do vento que soprou num jardim...Agora ela está toda aberta de pétalas de bem-te-quer!
Sua linda!
Todos os beijos.

Mônica Montone disse...

Adoreeeeeeeeeei " no meio do caminho tinha um caminho do meio"

beijos, flor

MM

Clarice disse...

Tem poesia que escorrega olho a dentro para ser sentida nos esconderijos da alma. Mesmo pouco comentando por aqui sempre sinto emoção ao ler-te.
Carinhos Clauky Grande Poeta (sem nenhuma querência de bajulação)

Mario Poloni disse...

Fiquei todo bobo (mais que o normal) com seu comentário, principalmente depois que li seus poemas... Grudei o olho e não parava de rolar a tela!! Eu na verdade sou músico, apenas às vezes atiro uns flocos de poesia por ai, por isso meu abobalhamento foi ainda mais excessivo...
bjssssss

paulo vigu disse...

Clauky - Sou 1 rio denso entre os seus textos e as águas rolam em leitura efeito escada. Belo caminho pra desaguar em mar de sensações. Riodaqui.aí.sempre.com.beijo.paulo
vigu

Múcio Góes disse...

Marla, Jardim, Clauky, e o Rio de janeiro continua sendo... essa blz em verso e rosa.

Bjsss

Élcio disse...

Passando p deixar um bj e um otimo fds.

É isso ai.

Anna D' Castro disse...

Claudinha, depois duma noite de arte e magia poética, confraternização de amigos em clima 'arteironatalino'... fico em êxtase com esta gota artistica no olhar da poesia.
Lindo,lindo!
Domingo com arte 'airosamente'
poética e 'arteira'...
Beijos
Anna

Nanna disse...

O caminho do meio me leva a todos os lados...

Saudade de vir aqui...
Um beijo pra você.
:)

Daniela Mann disse...

Muito lindo!

Mônica Montone disse...

Huuuummm, temos template novo!!! Ficou bonito ;o)

Linda, tô viajando, ainda, mas passei para deixar uma beijoca e meus sinceros desejos de feliz natal

beijos

MM

pedro pan disse...

, versos voando com borboletas...
|abraços meus|

Lia Noronha & Silvio Spersivo disse...

Essa imagem interagiu plenamente com esse poema...amei!!!Abraços de boa noite pra vc.

Anônimo disse...

Amigas,
O poema "Entre o muito e o muito pouco
existe um meio caminho oco..." é de Clauky, do Nel, ou da Chris e Sol?
É que pretendo enviá-lo, mas quero citar o autor e não ficou claro pra mim. É lindo !
Obrigada, beijo
Clo
mariaclo@globo.com.