01 outubro 2007

Aviso Íntimo





saiam sentidos!
saiam já da minha cabeça
em erupção.


saiam,
eu dou minha palavra,
vocês vão se machucar...


estou prestes a descobrir o mistério do mundo.


e ainda que estrelas caiam por nós,
as coisas não devem ficar no
meio
do
caminho.



você saiu para eu transbordar
atitudes, neuroses,
dramas e realidades.


a vida tem dessas coisas:
apronta horrores
e, depois, morre de fininho.


clauky saba

24 comentários:

clarice ge disse...

'a vida tem dessas coisas'.
sorte que existe a poesia para resignificá-las.
bela tu como sempre Clauky.
Beijo

paulo vigu disse...

Vou encostar meu caminhão baú na porta da casa de Clauky. Coloque esses sentidos numa caixa e eu os transporto pra bem longe. Eu navegante, encontro essa moça voltando. Bem vinda, sempre. Beijo na dona daqui. Paulo Vigu

carlos muzilli disse...

Saudades, de clauky
Agora sou o dente quebrado da minha engrenagem, onde estou a carruagem do massacre n�o roda e o meu gosto trava a l�ngua, trago uma m�o carregada de dicion�rios, e nem tenho palavras que digam, qual � a dimens�o desta oferta, fico s� na m�mica muda, v�u de sombras assopradas pelo olho cego, um olhar que brilha amarelado de risos nas faces vazias de convexas, l�bios entreabertos e s�s, balbuciantes de �xtases estou, de saber-me incompleto na nega�o da oferta que os vultos passam e esquecem.

Mas...

Ao longo da vida juntei alguns caquinhos
nada que sirva para nada
foi s� de birra mesmo

Priscila Lopes disse...

Gostei do poema(o verso final, gostei), do blog.

Escrevo a respeito de uma novidade literária: é o blog CINCO ESPINHOS, criado por mim e pela amiga Aline Gallina, com o intuito de fazer crítica literária em forma de literatura (poesia, crônicas, contos ou pensamentos).

http://cincoespinhos.blogspot.com

ALÉM DISSO, TODA SEMANA ESTAREMOS PUBLICANDO UM TEXTO DE UM AUTOR "DESCONHECIDO", POR NÓS GARIMPADO NA INTERNET, NA INTENÇÃO DE REVELARMOS ESCRITORES CONTEMPORÂNEOS QUE VALHAM A PENA.

Obrigada pela atenção. Comente. Participe.

Abraços

Paula Calixto disse...

Morrer, depois de transbordar, é eternizar! Vale a pena. [;)]

Beijos

(l' excessive) disse...

Oi, Clauky!
Adoro vir aqui para ler o que escreves. Beleza pura e uma sensibilidade sem-par.
Parabéns, garota!

rosa disse...

"""você saiu para eu transbordar
atitudes, neuroses,
dramas e realidades.""" e a realidade depois que vc foi ficou nebulosa, que pena que não era você, ou é? Que lindo esse poema...me perdoe mas não resisti ...bjus

andarilha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
andarilha disse...

lindo, lindo, lindo! um poema tão delicado quanto afiado.quanto tempo que eu não aparecia...mas hoje eu precisava te escrever e tenho uma sugestão: porque não cria uma coluna de entrevista com poetas que estão "linkados" a vários espaços virtuais? Imaginei algo assim: "Ricardo em toda parte" (estou falando de Ricardo Mainiere). E assim por diante... Se topar eu peço a você a honra de realizar a entrevista "Clauky em toda parte"...hehehe bjão moça linda!

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Oi!
Minha primeira vez aqui: gostei.
Beijos do *CC*

Raquel disse...

Lindo o poema, amei seu blog!
Até
http://sex-appeal.zip.net

Carol Barcellos disse...

Amei o poema, especialmente os 3 últimos versos. Mas não assim mesmo que a gente se sente?

Lindo demais! Parabéns!

Beijos!

Minina disse...

"arte em toda parte" é o nome d um evento q acontece em olinda, q tem mtos ateliês por suas ladeiras, e nesse evento, fim d novembro começo d dezembro, tds os ateliês são abertos para exposições de obras, tanto dos próprios artesãos, como d outros.. eventos tb da chamada "poesia marginal" acontecem concomitantemente nas praças. ñ sei se vc sabia disso, se ñ, agora sabe... srrsrsrr lembrei logo d cara, pq, pernambucana d coração, e morando em pernambuco há três anos, ñ tinha como esqecer.

mas, falando do teu texto, a imagem construída q mais me chamou atenção foi "e ainda que estrelas caiam por nós,/as coisas não devem ficar no/meio/do/caminho." acho q é pq estou aprendendo a retirar as estrelas do caminho agora... rsrsrsr ants ficavam, até q cansassem d brilhar pra mim... rsrsrsr e eu ñ sabia como retirar o q d escuro ficava...

outra imagem q chamou atenção foi "você saiu para eu transbordar", pq lembrei logo d um poema d leminsky:
"apagar-me
diluir-me
desmanchar-me
até que depois
de mim
de nós
de tudo
não reste mais
que o charme"

rsrsr e esse é um dos poemas dele q mais gosto...

enfim....
bjo.

FINA FLOR disse...

queriiiida, sucesso com seu filhote que nasceu, Ainda que provisório

passo para deixar meu beijo de fim de ano e dizer que desejo os melhores aromas, amoras, amores, brilho e brisa para o ano que está para acontecer.

até,

MM.

ps: obrigada por ter alegrado meus dias...........

paulo vigu disse...

Cuidar e permitir o amor. Ter paz ser zen. E amar.
Bom natal - Grande Virada. 2008 - Lá vamos nós. Beijo, poeta! Riodaqui aí

Analuka disse...

Sim, a vida tem destas coisas: implosões, explosões e transbordadmentos...inclusive, de nós mesmas! Beijos e cores.
E um ano novo luminoso, feliz, inspirado.

Gracy disse...

a vida corre de fininho e depois volta, e vai de novo

gostei daqui

Links & Sites - Seleção dos Melhores Sites do Brasil! - disse...

ffinL i n k s & S i t e s
Seleção dos melhores Sites do Brasil!
http://www.lksites.com

Parabéns pelo seu Blog!!!

- Link Atualizado. Ok!

Você continua fazendo parte da maior e melhor
seleção de Sites do País!!! - Só Sites Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está entre
os melhores e mais prestigiados Sites do Brasil!

O seu link encontra-se no item:

" CANAL 3 " => Blog => Letra A

- Os links encontram-se rigorosamente
em ordem alfabética -

Pegue nosso selo em:
http://www.lksites.com/selo

* Aproveite e insira também nossa "Janelinha".
Veja como => http://www.lksites.com/janelinha/janelinha.shtml

Seus visitantes irão adorar!!!

Um abraço,
Dário Dutra

http://www.lksites.com/
....................................................................

juliana santos disse...

a vida e seus encantos e desencantos...

Letícia disse...

"as coisas não devem ficar no meio do caminho"

e às vezes ficam, só pra gente tropeçar...

Lih Figueiredo disse...

Clauky adoro vir aqui pra te ler,
e hoje, só por hoje não queria dar ouvidos a nenhum dos meus sentidos...
Beijo querida.

Ana Maria Costa disse...

Oi Clauky!

Saudade de ler-te!
Muito bom saborear seus versos...sem moderação!

Abraço da clariANA

Jan disse...

Sua poesia envolve, tem fluxo
me apixonei

:-}

Isabela Figueiredo disse...

Caaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaara, amei esse! Você tem que dizer mais esses poemas seus nos saraus pra gente conhecer todas as suas faces nunca vistas antes.